Afrikkanitha - Biografia



A característica marcante da cantora Afrikkanitha é a sua voz aveludada. O jovem angolano oferece canções cheias de sensibilidade e virtuosismo vocal com seu álbum Ainda Sonho , Cantada em Português num registo jazzístico, com influências africanas.

 

 

 

 

 

Afrikkanitha nascida Eunice Quipuco Piedade José em Angola em 1974. A partir de 4 anos de idade, as pessoas de seu redor já percebem suas inclinações artísticas, enquanto ela imita Madonna e Whitney Houston. Aos 5 anos, ela faz um acidente que provoca uma atrofia do olho direito e um estrabismo. Esta diferença será objecto de zombaria e leva-a a estar longe dos outros. Refugia-se então na música e na religião. Durante a sua adolescência, ela descobre um gosto pela escrita, sobretudo pelas poemas.

 

Aos 15 anos, um amigo a introduz no meio artístico. Ela começa a ter aulas de guitarra e canto, mas rapidamente se focaliza em cantar. Em 1991, em uma palestra, ela encontra o brasileiro Sérgio Ricardo, um dos compositores nomeados da grande cantora Elis Regina. Afrikkanitha sobe ao palco pela primeira vez e interpreta duas músicas, a primeira pelo convite do Sérgio Ricardo, e a segunda com o pianista João Oliveira, que tornou-se mais tarde seu mentor, jogando com ela temas de Tom Jobim, Djavan e outros padrões.

 

A partir daí, ela não para mais. Ela se junta ao grupo Vozes Negras com interpreta os títulos de Massemba e músicas Africanas de outros países, bem como os padrões americanos. Ela começa então a seguir aulas de canto com um professor que a coloca em um coro de igreja Metodista por alguns meses. Num registo completamente diferente, ela se junta à banda “N'Sex Love” onde explora os estilos R'n'b, Soul e Jazz.

 

Depois duma estadia em África do Sul, ela emigra para França, onde ela começa a trabalhar com Ray Lema , bem como cantar em coro Frank Okoa em Grenoble. Uma vez ela chega em Paris, apesar de trabalhar com diferentes bandas e cantando soul dos anos 60 e 70, o jazz permanece sua verdadeira paixão. Em 2007, ela grava um primeiro single “Kebrando o Silêncio”, seguido por um primeiro álbum, intitulado “Weza” que combina jazz com ritmos africanos. E foi produzido pelo seu marido Simmons Massini.

 

Três anos mais tarde, ela grava um novo álbum chamado Ainda Sonho com os produtores talentosos Etienne Mbappé, Cheikh Tidiane Seck, Julien Agazar e o moçambicano Moreira Chonguiça. Muito mais experimental, este álbum é uma fusão inteligente entre ritmos que a jovem conhece bem, os de seu continente e aqueles em que ela tem um ouvido natural; gospel, jazz e bossa nova. A maioria das letras são em Português.

 

Em 2011, ela participe no disco do fado Português Carlos do Carmos e amigos.

 

Fonte: rfimusique.com



Comentar