Yola Semedo - Ingrato

YOLA SEMEDO
YOLA SEMEDO



Ingrato

 

Ele, aquele que de mim recebeu pra dar

Agora que caí já não me quer mais

Hoje diz estou acabada

E por isso fui trocada

Por quem sempre disse ser sua irmã

Se pensas (que eu vou)

Minha vida terminar (não vou)

Na bebida me afogar (não)

Não vou me acabar por causa dele

 

Ele, dei seus sonhos e realidade

Ensinei valores e integridade

Hoje diz estou acabada

E por isso fui trocada

Por quem sempre disse ser sua irmã

 

O que no prato que come cospe

Não tem nem um pouco de vergonha na cara

Bem hoje esqueces que ontem foste

Um vagabundo que andava sem eira nem beira

Não é agora que andas de Porsche

Que tens de esquecer que da rua foste

O coração com paixão meu amor te dei

Um homem invejado eu é que te tornei

 

Fui eu

 

Te encontrei na lama, te dei abrigo e cama

Hoje que te preciso esqueces tudo isso
Dei-te abrigo e cama te tirei da lama

Esqueces tudo isso hoje que te preciso


Ingrato...


Comentar